Posts Em Destaque

November 12, 2019

As notas de editor a precederem livros dos seus autores, não sendo a regra, não são também nenhuma novidade. E a minha nota tem uma justificação substantiva: é que eu, de 11 de Novembro de 1975 a 3 de Março de 1976, estive do outro lado. Vou dizer-vos onde é que eu dor...

November 12, 2019

Boa tarde e muito obrigado por terem vindo à Casa de Angola, neste dia 11 de Novembro, dia em que Angola e os angolanos comemoram o 44º aniversário da sua independência.

E muito obrigado por terem vindo a esta sessão de apresentação da reedição do livro Os Meus Dias da...

November 6, 2019

Estivemos, nesses dias da dipanda, de lados opostos da barricada. Eu estive do lado da independência que Agostinho Neto proclamou em Luanda. O autor deste livro, Onofre dos Santos, esteve do lado da independência que Holden Roberto e Jonas Savimbi proclamaram, no Ambri...

September 10, 2019

O senhor nasceu pobre mas vai morrer rico! Rico, como? A velha vidente deixou de fitar as linhas vincadas da palma da mão de Celestino Silva levantando para ele os seus olhos vidrados em que perpassava um sorriso trocista que também poderia ser de comiseração. Muito, m...

June 4, 2019

Descubra isso e o resto da história na Sexta-feira 7 às 17:30 no Pavilhão D 48 Feira do Livro de Lisboa!. O nome vem do kimbundu angolano, e significa «vai depressa». Ao longo da história vai descobrir que é de facto um táxi do futuro esta carrinha guiada por Luís Saku...

June 3, 2019

Num futuro imaginário, milhões de cidadãos oriundos de todos os países onde se fala o português, rumam a Portugal, estabelecendo comunidades autónomas. Lisboa, e também a outra margem, transformam-se numa grande metrópole multicultural, num cenário de quase blade runne...

April 12, 2019

They walked in the bluish gloom of dawn, and the immense plain of anhara grass looked more like the bottom of a lost ocean. The young prince barely remembered the curved man in front of him, who looked at him with a watchful eye.

He was no longer the same man he had met...

April 10, 2019

Caminhavam na penumbra azulada do amanhecer e a anhara imensa mais parecia o fundo de um oceano perdido.  O jovem príncipe  mal se lembrava do homem curvado à sua frente que voltava para ele um olhar vigilante. Já não era o mesmo  que conhecera acompanhando o pai nas s...

February 20, 2019

Todos somos como borboletas...começamos a gatinhar como uma pequena lagarta na escola primária, depois iniciamos a lenta transformação no casulo de onde esplendorosamente nos libertamos, de asas coloridas adejando brevemente ao sol da vida. Depois, muito pouco depois,...

December 22, 2018

Estava mais uma vez irritado com o Natal... a correria em busca de presentes para parentes e amigos, é uma tirania absurda parece que só nos lembramos de dar alguma coisa quando começam a ouvir-se os sinos do Natal.

No entanto, vale sempre a pena, ao menos uma vez por a...